RSS

Arquivo mensal: março 2015

Recadastramento ABPF

A ABPF sempre em evolução e com foco na sua organização administrativa e na redução de custos, em breve fará ajustes nos seus arquivos e sistemas de informática, de forma a agilizar e modernizar os serviços aos sócios.

Desta forma iniciamos o recadastramento de sócios a fim atualizar nosso banco de dados.

Solicitamos a cada associado que preencha completamente o formulário abaixo, para que possamos atualizar nossos arquivos.

Também pedimos a todos que amam a ABPF e que a querem cada vez mais forte, que por favor assinalem (SIM) na pergunta sobre o recebimento da anuidade. Pois assim poderemos aumentar nossa arrecadação e continuar a crescer e manter nossos trabalhos.

RECADASTRAMENTO DA ABPF,
NÃO FIQUE FORA DESTE TREM!

Clique aqui e faça o seu recadastramento

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 20 de março de 2015 em ABPF

 

Tags:

Carro Restaurante CR-41

Carro Restaurante CR-41

Em Janeiro a regional Sul de Minas recebeu o Carro Restaurante CR-41, que foi transferido da Regional de Campinas. Este carro é original da RMV (Rede Mineira de Viação) e provavelmente circulou pelas linhas do Sul de Minas.

Nos seus últimos anos ficou em Três Corações – MG, quando foi então cedido para a ABPF e levado para a VFCJ (Viação Férrea Campinas Jaguariúna), chegando lá em 19 de Janeiro de 1997. Este carro segundo consta, recebeu uma leve reforma ainda em Lavras – MG e seria cedido a um particular em Três Corações para ser usado como lanchonete estática. No final este particular não retirou o carro e a ABPF solicitou o mesmo, que acabou sendo cedido junto com um carro administração. Esta cessão foi em grande parte graças ao Eng. Murta que ajudou em muito a ABPF, ele era o engenheiro que cuidava da via permanente no ramal de Cruzeiro, .

Na ABPF – Campinas ele foi restaurado, onde recebeu a pia, sistema hidráulico e sistema elétrico, passou então a ser usado nos trens operados na ferrovia por algumas décadas.

No momento o carro esta guardado em São Lourenço, nas oficinas. Ainda não foi decidido como será usado nas operações do Trem das Águas, mas assim que tivermos uma definição, iremos anunciar aqui no site!

Além do carro, recebemos diversas fotografias de diversos colaboradores, que ajudam a ilustrar um pouco da trajetória desse carro, desde a RFFSA até São Lourenço. Abaixo reproduzimos as fotos:

O Carro chegando na VFCJ (Anhumas) e sendo descarregado

O Carro chegando na VFCJ (Anhumas) e sendo desembarcado da carreta

Sendo retirado da carreta

Sendo retirado da carreta

Já nos trilhos da VFCJ...

Nos trilhos da VFCJ…

Inicio dos trabalhos de restauração na VFCJ

Inicio dos trabalhos de restauração na VFCJ

Outra cena do processo de restauração, já em um estágio mais avançado

Outra cena do processo de restauração, já em um estágio mais avançado

Aspecto do interior do carro, atualmente

Aspecto do interior do carro, atualmente

O carro em Carlos Gomes recentemente

O carro em Carlos Gomes recentemente

Após sua longa trajetória na VFCJ, o carro foi então transferido para a ABPF – Sul de Minas, retornando as suas linhas originais, a seguir, algumas imagens da transferência:

O carro após embarque em Anhumas e pronto para seguir viagem para São Lourenço

O carro após embarque em Anhumas e pronto para seguir viagem para São Lourenço

Partindo de Anhumas para São Lourenço

Partindo de Anhumas para São Lourenço

Nas ruas de São Lourenço, se aproximando da estação

Nas ruas de São Lourenço, se aproximando da estação

Desembarque em São Lourenço

Desembarque em São Lourenço

E finalmente, o carro novamente nos trilhos do Sul de Minas

E finalmente, o carro novamente nos trilhos do Sul de Minas

É importante frisar o trabalho pioneiro da ABPF no inicio dos anos 80 em levar todo o material da RMV que foi possível resgatar para a VFCJ, trabalho que garantiu a preservação de todo este rico acervo. Sem este trabalho pioneiro, provavelmente hoje mal existiriam fotos do material rodante da RMV, quem dirá os bens em si.

Apesar de ser uma alegria para todos termos um carro original da Rede Mineira em São Lourenço, não existe previsão de re-alocar mais material rodante e nem intenção para que isto ocorra. O objetivo da ABPF sempre foi a formação de museus dinâmicos e para enriquecimento destes, é fundamental que se tenha exemplares das mais diversas ferrovias Brasileiras a disposição em cada museu.

Outro fato importante é que a ABPF apesar de ser dividida em regionais, trata o seu patrimônio como sendo de uma única entidade, a ABPF. Assim, os mais diversos materiais são alocados de uma regional para a outra conforme as necessidades de cada uma e o mais importante: considerando-se a integridade do material e onde ele vai ter as melhores condições de ser preservado.

O carro em questão foi transferido em comum acordo entre as regionais, a regional de Campinas precisa do espaço e já possui outros exemplares da RMV e no caso da regional Sul de Minas, não existe nenhum carro restaurante no acervo e apenas um carro RMV (que não se encontra em condições operacionais).

Mais uma vez agradecemos a Regional de Campinas pelo suporte e em especial ao Helio Gazetta, que cuidou pessoalmente da transferência do carro.

As fotos foram gentilmente cedidas por: Helio Gazetta Filho, Vanderlei Alves, Vanderlei Zago, Jorge Ciawlowski e Edelmo Dias de Freitas.

 

Tags: , , , , ,