RSS

Locomotiva 2

Em construção.

Locomotiva 2, na regional de Campinas da ABPF

Locomotiva 2, na regional de Campinas da ABPF

Fabricante: ALCO (American Locomotive Company)
Ano de fabricação: 1932
Placa: 68.621
Tipo: 0-4-0 (tanque)
Bitola: 1,00m (3′ 3 3/8″)
Expansão do vapor: Simples
Produção de vapor: Saturado
Combustível: lenha (madeira) ou carvão.
Procedência: Companhia de Cimento Portland

História

A locomotiva 2, popularmente conhecida como “doizinha” segundo alguns indicios, foi adquirida originalmente pela Lone Star Cement Company, um fabricante norte americano de cimento. Mais tarde, ela foi “transferida” Companhia Nacional de Cimento Portland. Esta pequena locomotiva foi doada a ABPF por esta empresa nos anos 80 e passou a fazer parte do acervo da regional de Campinas.

Tanto a locomotiva doizinha, quanto a locomotiva 103 estavam em Guaxindiba – RJ e foram transportadas em vagões prancha (da antiga E.F.C.B.) para Campinas, onde foram descarregadas por um guindaste da Fepasa e então foram rebocadas até Jaguariúna velha, o pátio original da ABPF na cidade de Jaguariúna.

A locomotiva em Jaguariuna, logo após ter sido recebida pela ABPF, com a pintura e inscrições da CNCP (Companhia Nacional de Cimento Portland)

A locomotiva em Jaguariuna, logo após ter sido recebida pela ABPF, com a pintura e inscrições da CNCP (Companhia Nacional de Cimento Portland)

Em 1990 a doizinha foi reformada pela regional de Campinas da ABPF e passou a realizar os mais diversos trabalhos, sendo usada principalmente como locomotiva de manobra, trens de serviço e até mesmo para trabalhos de capina química.

Por um breve período a doizinha foi alugada a E.F.C.J. (Estrada de Ferro Campos do Jordão), onde realizou passeios turísticos.

Doizinha na ABPF em Campinas, ainda ostentando as incrições da EFCJ (Estada de Ferro Campos do Jordão)

Doizinha na ABPF em Campinas, ainda ostentando as incrições da EFCJ (Estada de Ferro Campos do Jordão)

Na Regional Sul de Minas

A doizinha foi transferida para a Regional Sul de Minas da ABPF em 2000 para auxiliar nos trabalhos no Trem da Serra da Mantiqueira (o trem que funcionava originalmente na cidade de Cruzeiro), ainda quando a regional era chamada de “Regional de Cruzeiro”.

Locomotiva 2 no pátio de Cruzeiro, logo após ter sido transferida para a Regional de Cruzeiro

Locomotiva 2 no pátio de Cruzeiro, logo após ter sido transferida para a Regional de Cruzeiro

Com o projeto do Trem das Águas, a regional precisou transferir a sua maior locomotiva em funcionamento, na época a locomotiva 332, para São Lourenço. Mas ao mesmo tempo a regional não queria parar a operação do Trem da Serra em Cruzeiro, então para tal a doizinha foi enviada de Campinas para Cruzeiro.

Por ser uma locomotiva de manobras, a doizinha não era apropriada para trabalhar no trecho de serra, principalmente pelo fato dela possuir apenas freio vapor e não ter autonomia para tal. Assim, os passeios ficaram restritos apenas ao perímetro urbano, tendo a doizinha operada no trajeto Cruzeiro – Rufino de Almeida.

Esta foi uma solução temporária, pois alguns meses depois entrou em serviço a locomotiva 327, o que permitiu o Trem da Serra da Mantiqueira voltar a sua operação tradicional até o alto da Serra da Mantiqueira.

Com entrada em serviço da locomotiva 327, a doizinha passou a ser usada na regional para serviços de manobra no pátio ferroviário de Cruzeiro e nas oficinas da ABPF no local.

Resgate de Material Ferroviário

A locomotiva 2 foi fundamental para a ABPF na retirada do material ferroviário em ??? – RJ.

Trabalhos na ECIL

Por volta de 2004, a ECIL, que é uma empresa especializada em reforma e manutenção de veículos ferroviários, assinou um enorme contrato com a MRS Logística para reforma de diversas locomotivas a diesel e vagões. Esta empresa funcionava nos antigos prédios das oficinas da Rede de Viação Sul Mineira, construídos em 1930, que ficam ao lado das oficinas da ABPF em Cruzeiro.

A empresa originalmente utilizava tratores para manobra dos veículos, mas devido a alta demanda e ao peso das locomotivas diesels, estes não eram capazes de realizar todos os trabalhos.

Devido a estas dificuldades, a empresa solicitou a ABPF suporte nas manobras e a doizinha passou então a ser empregada regularmente no trabalho de manobras nas dependências da empresa, trazendo novamente tração a vapor para o interior das oficinas.

Vale aqui ressaltar que a ECIL e sua predecessora, a CCC (Companhia de Comércio e Construções) sempre foram parceiros da ABPF, ajudando a mesma com trabalhos de manutenção e ainda permitindo o uso de usas instalações para que a equipe da ABPF pudesse trabalhar na manutenção de locomotivas e outros veículos ferroviários.

Atualmente

Em Abril de 2014 a ABPF – Regional Sul de Minas iniciou os trabalhos de reforma da locomotiva 2. Os trabalhos incluem uma revisão completa da caldeira, troca de tubos, novo revestimento térmico para a caldeira, revisão do sistema de tração e possivelmente a fabricação de uma nova cabine.

Após os términos dos trabalhos a doizinha vai ser transferida para São Lourenço para ser usada em serviços de manobras e eventos especiais.

Colaboraram

  • Bruno Crivelari Sanches
  • Helio Gazetta
  • Vanderlei Antonio Zago

 

 

 

Anúncios
 

8 Respostas para “Locomotiva 2

  1. Brunno Sena

    9 de novembro de 2015 at 13:49

    Opa!

    Essa locomotiva tem uma Irmã aqui em São Gonçalo. Ambas trafegavam pelo ramal da Fábrica de Cimento Portland no bairro Guaxindiba em São Gonçalo/RJ. Essa linha já suprimida ligava a fábrica com a jazida de calcário no município vizinho Itaboraí.

     
  2. Jorge Cormack

    28 de março de 2016 at 11:43

    A de São Gonçalo é uma réplica construída a partir da original, e está em exposição no Sítio Paraíso em Largo da Idéia, onde é muito visitada e é ponto turístico do município. Agradecemos a ABPF pelo apoio dado para execução do projeto.

    Jorge

     
    • bcsanches

      28 de março de 2016 at 11:49

      Olá! Muito obrigado! Ficamos felizes em saber que a réplica dela esta fazendo sucesso!

       
  3. Jorge Cormack

    28 de março de 2016 at 12:09

    Tudo em Bruno ? e a original já foi restaurada ? se sim me envie fotos,
    abraço.

     
    • bcsanches

      28 de março de 2016 at 15:07

      Infelizmente ainda não conseguimos terminar a reforma dela, mas quando sobra um tempinho trabalhamos nela.

      OBrigado

       
  4. Jorge

    24 de dezembro de 2016 at 12:30

    Parabéns Bruno, estou feliz pela reforma da doiszinha, por favor se lembrar de mim me avisa quando tiver na fase final que eu gostaria de ir no pátio ver . Grande abraço , Jorge de São Gonçalo, RJ

     
    • bcsanches

      26 de dezembro de 2016 at 9:44

      Obrigado!

       

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: