RSS

Arquivo da categoria: Trem da Serra da Mantiqueira

Restauração do Depósito de Locomotivas de Passa Quatro

Em fevereiro demos inicio a mais uma etapa do projeto de restauração do complexo ferroviário de Passa Quatro com a construção de um novo telhado para o depósito de locomotivas de Passa Quatro.

Depósito de Passa Quatro (a esquerda) no seu aspecto original

Depósito de Passa Quatro (a esquerda) no seu aspecto original

O depósito foi inaugurado em 1900, tendo sido construído pela empresa Minas e Rio para servir de oficina às locomotivas que ficavam lotadas em Passa Quatro, especialmente aquelas que trabalhavam no lado mineiro da Serra da Mantiqueira, fazendo o trajeto Passa Quatro – Estação Coronel Fulgêncio, sendo que hoje este é o trajeto percorrido pelo Trem da Serra da Mantiqueira.

Nesta primeira etapa da reforma foi construído um novo telhado, pois o antigo já estava com diversos problemas, principalmente no madeiramento. A reforma visa também trazer o depósito para um estado mais próximo de sua construção original, sendo que os principais trabalhos planejados e em execução são:

  • Fabricação de novas janelas e batentes em madeira, seguindo o estilo original e substituição das atuais “barras” instaladas pela RFFSA.
  • Fabricação de um novo portão de metal, seguindo o desenho do portão existente no depósito de Baldeação em Cruzeiro-SP, que também foi construído pela ferrovia Minas e Rio.
  • Remoção de todo o revestimento feito pela RFFSA para retornar o depósito ao seu aspeto original de “tijolinhos”, sendo que ainda esta sendo analisado a viabilidade deste item.
  • Concretagem da área interna para melhorar o ambiente de trabalho no interior do depósito e re-estruturação da oficina.
  • Demarcação e criação de um caminho para visitação do depósito após concluída a reforma.

Além da reforma do depósito, os trabalhos de restauração do complexo ferroviário envolvem:

  • Reforma das áreas da estação sob responsabilidade da ABPF
  • Criação de um pequeno museu ferroviário na estação após reforma
  • Reforma e restauração da caixa d’agua para abastecimento de locomotivas
  • Modificações e melhorias na linha do pátio ferroviário para otimizar sua utilização
  • Reforma da casa da turma de via, utilizada hoje como alojamento pela turma de via permanente e equipagem do trem.

Um item importante a se destacar é que o depósito sofreu diversas modificações ao longo de sua existência, como, por exemplo, modificação dos portões para permitir a entrada de locomotivas maiores, substituição das janelas de madeira por barras de metal, expansão do depósito, etc.

Alguns itens são inviáveis para se restaurar como no projeto original, um exemplo são os portões, pois se voltarmos ao tamanho original, o material rodante hoje em uso pelo Trem da Serra da Mantiqueira não vai mais poder entrar no depósito, pois é muito maior que o material rodante utilizado nos primeiros anos da ferrovia Minas e Rio.

A seguir, algumas fotos do trabalho feito até o momento, que além do madeiramento novo do telhado, inclui a troca de todas as 12.000 telhas:

Aspecto do depósito no inicio dos trabalhos, observe o telhado já sendo removido

Aspecto do depósito no inicio dos trabalhos, observe o telhado já sendo removido

Detalhe da remoção do telhado antigo e da nova estrutura

Detalhe da remoção do telhado antigo e da nova estrutura

O depósito praticamente já todo destelhado

O depósito praticamente já todo destelhado, observe a pilha de telhas novas

Vista do outro lado do depósito, já com novas telhas sendo instaladas no lanternim

Vista do outro lado do depósito, já com novas telhas sendo instaladas no lanternim

Novo telhado completo

Novo telhado completo

Vista do outro lado do depósito com o novo telhado

Vista do outro lado do depósito com o novo telhado

 

Remoção do Revestimento Antigo

Como pode ser observado nas fotos anteriores, foi feita também a remoção do revestimento das paredes para se estudar a possibilidade de retornar o depósito a sua característica original, ou seja, sem revestimento de cimento, mas com tijolos a vista.

Até o momento este projeto não tem se mostrado totalmente viável, devido as dificuldades em se remover o revestimento sem danificar os tijolos, no momento estão sendo analisadas alternativas.

Remoção do reboco feito pela RFFSA para análise da situação dos "tijolinhos"

Remoção do reboco feito pela RFFSA para análise da situação dos “tijolinhos”

Anúncios
 

Filmagens em Passa Quatro

Em Maio Passa Quatro e o Trem da Serra da Mantiqueira foram mais uma vez cenário de filmagens, desta vez de um comercial.

Os trabalhos deveriam começar bem cedo e para isso a equipagem formada em parte por voluntários precisou madrugar para preparar a locomotiva 332:

Locomotiva 332 sendo abastecida para o longo dia que estava por vir

Lembrado que a locomotiva 332 precisa de pelo menos três horas para ser preparada, processo que envolve diversas vericações da condições da locomotiva, lubrificação, etc. Após aquecida e já com pressão, ela é levada para fora do depósito onde é abastecida e pode então ir para a estação.

Locomotiva 332 já estacionada na estação

No pátio da estação

Amanhecendo o dia tiveram inicio os trabalhos de filmagem, sendo que grande parte das filmagens ocorreram na própria estação e com o trem na plataforma:

Composição pronta já na linha principal

Equipe de filmagem na plataforma da estação

Equipe de filmagem

Após as filmagens na estação, o trem partiu com toda equipe e equipamentos para tomadas pelo trecho:

No trecho…

No trecho escolhendo local para filmagem

No final do dia, a cidade de Passa Quatro também acabou servindo de cenário, como podemos ver nas imagens a seguir:

Filmagens nas ruas de Passa Quatro

Filmagens em Passa Quatro

E o resultado final deste trabalho já pode ser conferido na televisão e no vídeo abaixo:

 

Tags: , , , , ,

Trailer do filme Gonzaga – De pai para filho

Já esta disponível no youtube o primeiro trailer do filme Gonzaga – De Pai para filho que mostra por alguns instantes uma das cenas gravadas em Passa Quatro, conforme relatamos neste artigo.

O site oficial do filme pode ser visitado no endereço: www.gonzagadepaiparafilho.com.br

 

Tags: , , , , , ,

Filmagens do filme sobre Luiz Gonzaga em Passa Quatro

Ocorreram em Abril durante um dia filmagens do longa “Luiz Gonzaga, de Pai para Filho” conforme noticiamos aqui no blog, seguem agora algumas fotos dos bastidores da produção.

Em Passa Quatro foram filmadas cenas da Revolução Constitucionalista de 1932 e encenaram momentos da batalha no Túnel da Mantiqueira e para dar aquele toque de realismo, nada como usar o local original das batalhas para as filmagens.

Tropa na estação Coronel Fulgêncio

Tropa e equipe de filmagem

Equipe de filmagem e a estação

A composição e alguns figurantes

Alguns figurantes e a 332

Os carros que foram para guerra!

Estação de Passa Quatro virando cenário de guerra

Figurantes e o cenário na estação de Passa Quatro

Tivemos um pouco de chuva e um belo arco íris!

Mais um pouco de chuva!

Cenário da estação

A 332 na estação de Passa Quatro

Outra vista da plataforma de Passa Quatro

Saguão da Estação tomado pelas tropas!

Figurantes e equipamentos

 

Tags: , , , ,

Samba e Vapor 2012

“Samba e Vapor” foi o nome dado à excursão promovida pelo LCGB (Locomotive Club of Great Britain ou “Clube da Locomotiva da Grã Bretanha”) que trouxe ao Brasil 26 integrantes do clube, sendo 23 ingleses, 2 australianos e 1 alemão.

O grupo visitou o Brasil dos dias 23 de Fevereiro a 10 de Março e com apoio da Regional Sul de Minas que cuidou dos contatos e da organização da parte ferroviária da excursão, visitaram diversas ferrovias a vapor preservadas, sendo a grande maioria ferrovias mantida pela ABPF.

O grande objetivo do grupo era fotografar e filmar o maior número possível de locomotivas a vapor em operação e com o suporte da ABPF foi possível ao grupo conhecer dezenas de locomotivas, sendo que presenciaram 19 em funcionamento e muitas outras preservadas ou aguardando restauração.

A excursão teve inicio no Rio de Janeiro que foi a porta de entrada dos visitantes no Brasil, após passar uma noite na cidade o grupo partiu então em direção a São João Del Rei MG, para visitar o complexo da VFCO (Viação Férrea Centro Oeste) mantida pela FCA (Ferrovia Centro Atlântica) e que foi criada a partir de esforços da ABPF junto ao governo federal.

Além disso, parte do grupo se deslocou a Ouro Preto MG para fotografar e conhecer o acervo que a ABPF cedeu a FCA para operar o Trem dos Inconfidentes.

Após o final de semana o grupo retornou na segunda-feira para o Rio de Janeiro, onde visitou a Fazenda Mato Alto e pode conhecer o acervo mantido na Fazenda além de realizar filmagens e fotografias de todo material.

Após a visita o grupo permaneceu por dois dias na cidade para conhecer os principais pontos turísticos, para então novamente voltar à estrada e visitar outras ferrovias.

A próxima parada do grupo foi Passa Quatro MG, onde conheceram a operação da Regional Sul de Minas e realizaram dois passeios de trem exclusivos, sendo um no período da manhã e outro no período da tarde, tirando proveito assim de diferentes pontos de fotografia com o sol da manhã e o sol da tarde.

Parte do grupo se posicionando para fotografar o Trem da Serra da Mantiqueira em Passa Quatro

A necessidade do trem exclusivo era devido às exigências especiais do grupo, que tinha como prioridade fotografar e filmar o trem e não fazer o passeio. Para tal o grupo escolhia diversos pontos na ferrovia, onde o trem parava e fazia o desembarque dos passageiros, após o desembarque o trem recuava e realizava diversas passagens para criar oportunidades para filmagem e fotografias.

Outra tomada do Trem da Serra da Mantiqueira

No final do dia o grupo seguiu para São Lourenço onde foi recebido com um jantar na estação onde já foi possível conhecer o acervo da ABPF e ver o que era esperado para o dia seguinte.

Sexta feira as 09:00hs da manhã parte então o trem especial formado pela locomotiva 1424 e 5 carros de madeira, durante a viagem para Soledade de Minas novamente foram realizados diversas tomadas e a viagem que normalmente leva 40 minutos dessa vez levou 3 horas para que os visitantes pudessem aproveitar todos os bons pontos para fotografia.

Composição especial do Trem das Águas

Logo após retornar a São Lourenço o grupo partiu para Cruzeiro, onde visitou a Amsted Maxion, que mais uma vez abriu suas portas para que entusiastas pudessem ver de perto as locomotivas do tipo “Sentinel”, as duas ultimas no mundo ainda em uso comercial.

A comitiva seguiu então para as oficinas da Regional Sul de Minas, onde conheceu o restante do acervo da regional e os trabalhos de restauração, para depois partir para São José dos Campos onde pernoitou.

Já no Sábado o grupo prosseguiu para Campinas, onde ao invés de fretar um trem especial foi decidido desfrutar de toda operação da regional, onde no sábado iriam circular três trens, com encontros, manobras e etc. Ainda foi possível contar com a colaboração e sempre prestativa regional de Campinas que facilitou algumas paradas extras do trem para fotografias e filmagem, aproveitando-se assim ao máximo da mais complexa operação com trens a vapor do Brasil.

grupo na estação Tanquinho na VFCJ

No domingo o grupo teve o dia mais extenso de toda excursão, foram visitados quatro locais de preservação. O dia começou com uma visita a Estrada de Ferro Perus Pirapora, mantida pelo IFPPC (Instituto de Ferrovias e Preservação do Patrimônio Cultural – http://peruspirapora.blogspot.com.br/), que fez um trem especial misto (com vagões de carga e um carro de passageiros) para deleite dos visitantes.

Trem misto especial na EFPP

Na sequência foi visitado o Parque Dom Pedro, já na capital paulista, que conta com duas locomotivas a vapor e uma locomotiva elétrica em exposição, do parque o grupo se dirigiu ao Trem do Imigrante para visitar o Pátio da Mooca mantido pela regional de São Paulo, foi feito um passeio de trem e depois uma extensa visita a todo acervo. Por fim, se dirigiram a Paranapiacaba em Santo André para conhecer o Trem dos Ingleses, outra operação da regional de São Paulo.

Fotografando o Trem dos Ingleses em Paranapiacaba

Já na segunda-feira o grupo madrugou para poder pegar um voo logo cedo para Joinville – SC de onde seguiu para Rio Negrinho – SC visitando assim o acervo mantido na cidade pela Regional de Santa Catarina. Foram realizadas também manobras com duas locomotivas a vapor simulando chegadas e partidas da estação de Rio Negrinho.

A locomotiva 760 foi o grande destaque em Rio Negrinho

Na manhã seguinte foi feita uma visita ao NuRVI (Núcleo Regional do Vale to Itajaí), onde além da visita ao acervo da regional foi realizada uma visita a Usina Salto Pilão que gentilmente abriu suas portas aos entusiastas. No trecho da EFSC (Estrada de Ferro Santa Catarina) restaurado foram feitas diversas fotografias e filmagens aproveitando-se das magníficas obras de arte da ferrovia, que inclui viadutos e túneis.

Fotografando no túnel da EFSC

Quarta feira o grupo já se encontrava em Piratuba para visitar o trem do contestado, mantido também pela Regional de Santa Catarina. Foram dois trens especiais, sendo o primeiro de meio percurso e o segundo com o percurso completo, com horário calculado de forma a se chegar ao final do passeio com o sol em posição para a tradicional foto da ponte de ferro.

Trem de meio percurso em Piratuba

Partindo de Piratuba

Grande final da viagem em Piratuba

O ultimo trem visitado foi o mantido pelo SALV (Sociedade dos Amigos da Locomotiva a Vapor) em Tubarão SC, a visita incluiu um tour pelo museu ferroviário e um trem especial misto com quatro vagões de cargas de forma a simular os antigos trens de carvão da Ferrovia Teresa Cristina.

Conclusões Finais

Mais uma vez a ABPF mostrou que a preservação ferroviária não se trata apenas de preservar a memória de um país, mas que explorado de forma correta e consciente pode trazer diversos frutos a nação. Desta vez tivemos 26 visitantes internacionais que certamente vão divulgar o Brasil e seus trens para diversas pessoas, sem contar que o LCGB possui mais de 1000 associados por todo mundo que em breve vão receber um relatório da viagem ao Brasil.

Vários integrantes do grupo destacaram que ficaram surpresos com todo o trabalho da ABPF além de destacar a pontualidade dos trens, mencionando que em alguns casos, os trens já estavam prontos uma hora antes do combinado.  Alguns membros inclusive citaram que a ABPF deveria considerar expandir suas operações para fora do Brasil, em especial nos países vizinhos.

Por fim, os organizadores mencionam que devido o grande sucesso da excursão já pensam em realizar um segundo tour, se preocupam apenas que vai ser quase impossível, segundo palavras deles próprios, fazer uma excursão tão perfeita quanto esta.

Também é espera-se que este evento ajude e possa servir de inspiração para criação de eventos semelhantes por entidades nacionais e grupos de entusiastas, promovendo assim visitas e trens especiais para fomentar o turismo ferroviário nacional.

Por fim, fica o agradecimento a todos colaboradores e voluntários da ABPF que tornaram essa visita um grande sucesso, sem a paciência, colaboração e esforços de toda a entidade, essa excursão não teria sido o sucesso que foi. Parabéns a todos!

 

Tags: , , , , , ,

Reportagem sobre gravações em Passa Quatro

A EPTV fez uma reportagem sobre as gravações realizadas em Passa Quatro no Trem da Serra da Mantiqueira do filme “Luiz Gonzaga, de Pai para Filho”, para conferir a reportagem e o vídeo, acesse: http://redeglobo.globo.com/sp/eptv/noticia/2012/04/reveja-materia-sobre-gravacoes-de-luiz-gonzaga-de-pai-para-filho.html

 

Tags: , , , ,

Trem Turístico Cultural para as Escolas

Trem logo após partir da estação de Passa Quatro

Trem da Serra da Mantiqueira logo após partir da estação de Passa Quatro

A Associação Brasileira de Preservação Ferroviária – Regional Sul de Minas, está retomando um importante projeto voltado aos alunos das redes pública e particular da região.

O Projeto “Trem Turístico Cultural para as Escolas” tem como objetivo resgatar os aspectos históricos da região, através de atividades lúdicas extraclasse, proporcionado primeiramente pelo passeio em autêntico trem movido a vapor (Maria Fumaça), que percorrerá os 10 km entre as estações de Passa Quatro e Coronel Fulgêncio (esta útima na boca do túnel, do lado mineiro, onde aconteceram os históricos combates da Revolução Constitucionalista de 1932) no já conhecido Trem da Serra da Mantiqueira.

No retorno à estação, a programação se estenderá com a visita ao “Projeto Brasil Nota 10“, onde os alunos terão a oportunidade de fazer uma viagem por páginas marcantes da história de nosso país, através de maquetes temáticas que retratam de forma artística e criativa, cenários como: Brasil Colônia; Índios, Bandeirantes e Jesuítas; Caravelas, Casa Grande e Senzala; Saga e Lenda dos Pampas; O Ouro das Gerais; Brasil Império; O Grito da Independência; A Revolução Farroupilha; Brasil Repúplica; Ferrovia Madeira-Mamoré; Seringueiros e Coronéis da Borracha; JK, a Revolução e o Túnel; Imigrantes e Barões do Café. Salas museológicas com diversificadas temáticas e réplicas em tamanho real completam a estrutura pedagógica do Projeto. Para ver fotos sobre o projeto, visite: http://www.flickr.com/photos/rostev/2754711254/

Maquete da Estação Coronel Fugêncio – Autor: Brasil Nota 10

As atividades serão encerradas na maravilhosa Floresta Nacional de Passa Quatro, umas das mais belas unidades de conservação gerenciadas pelo ICMBio – Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente).

A reserva apresenta uma paisagem maravilhosa e dispõe de inúmeros atrativos como cachoeira, lagos ornamentais, viveiro florestal, área de lazer infantil, caminhos e trilhas.

As visitas são monitoradas e as instalações contam com espaços para palestras e toda estrutura audiovisual para apresentação de filmes e apresentações com abordagens temáticas.

Cachoeira na Floresta Nacional de Passa Quatro

O projeto “Trem Turístico Cultural para as Escolas” objetiva, portanto, utilizar todo o cenário apresentado como pesquisa de campo, buscando a interdisciplinariedade das diferentes áreas.

Para maiores informações, entre em contato pelo email suldeminas@abpf.com.br.

 
4 Comentários

Publicado por em 27 de março de 2012 em ABPF, Passa Quatro, Trem da Serra da Mantiqueira, Turismo

 

Tags: , , ,